quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Blues da noite fria

Me dê uma chance
porque não durmo
porque penso em você
porque ouço rock e blues
uma voz rouca lamentando uma perda
porque não sou atraente
porque sou interessante
porque posso e vou lhe surpreender
quando se distrair e menos esperar
porque sou simples
porque como carne
porque não sei dançar
porque assim, posso sonhar...

Jenny Faulstich
(26/10/2011)

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Manjado

Precisando de terapia
e não dormir sozinha
estou com medo do escuro
pois vou sonhar de novo
com aquela palavra no muro
e um indivíduo me roubando o sangue
roubando o sono
roubando meu tempo precioso
com um trabalho manjado
sorriso malandro sem vergonha
uma atenção ociosa
apanhada no laço.

Jenny Faulstich
(25/10/2011)

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Emblema

Cansaço diferente, inexplicável,
um cansaço não físico, emblemático...
Será que é tristeza?

Jenny Faulstich
(24/10/2011)

Distração

Nada é por acaso,

não tenho dúvidas,
mas basta uma distração
para perder o rumo.

Jenny Faulstich
(24/10/2011)

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Saudade

A rotina anestesia
Nos torna insensíveis talvez
Até que vem uma saudade
Uma palavra, uma canção,
Uma pessoa, uma metade.

Jenny Faulstich
(20/10/2011)

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Oscilação

Uma má notícia
Tristeza
Outra má notícia
Mais uma má notícia
Um cansaço absurdo
Lágrimas
Outra má notícia
Enfim uma boa notícia
Uma vida novíssima
Empolgação
Uma brincadeira
Uma intenção
Incompreensão
Mágoas
Tudo muda
Todos mudam
Perto ou longe, mudam
E as notícias, mudam...

Jenny Faulstich
(13/10/2011)

domingo, 9 de outubro de 2011

Aviso

Previ o pai chorando em sonho...
A vida é tão valiosa e tão frágil,
tão simples e tão complexa ao mesmo tempo
e tudo que é simples costuma ser tão bom.
Será que todos percebemos isso a tempo todo o tempo?
Afinal, a gente reclama tanto tão injustamente
enquanto um pai sepulta seu maior presente.

Jenny Faulstich
(09/10/2011)

Coió

Hoje já às 6 da manhã eu estava tão triste
e Jessiquita fez um coió com presunto e queijo para mim.
Ela cortou cada fatia em 4,
disse que era para caber no pãozinho
e depois pintou um paraiso, um coração e um anjinho.

Jenny Faulstich
(20/09/2011)