quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Linhas de consolo

Nas linhas em que venha
a pousar seus olhos agora
trazendo conforto e consolo,
sentimentos partilhados
nessa chuva de luz que não vemos,
que se faça sentir como alento
no peito daqueles que sofrem.
Bem aventurados os que choram,
porque sentem, enobrecem,
fortalecem o laço de superação
na vida ou na morte
afagando a existência,
enfeitando o cenário,
abrindo uma janela
para a glória maior
e enfim, o aconchego.

Jenny Faulstich
(13/11/08)

2 comentários:

  1. o aconchego, glória dos amantes e a paz dos guerreiros

    ResponderExcluir
  2. visite meu blog
    http://robsonsantosbertoldo.blogspot.com/

    ResponderExcluir